• Alexandre Madruga

Áreas com mais 'gatos' de luz têm mais interrupções


Zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense são as regiões mais atendidas

As ligações clandestinas de energia, conhecidas como “gatos”, sobrecarregam a rede de distribuição da Light e provocam interrupções do fornecimento. Entre 01º e 08 de abril de 2018, a Light atendeu a 12 mil chamados em razão de interrupções, sendo o maior número de ocorrências registrado nas regiões onde se furta mais energia: as Zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro e a Baixada Fluminense.

Na Zona Oeste, por exemplo, onde as ligações clandestinas correspondem a 30% do que é distribuído para a região (a cada 100 Kwh distribuídos para a região, 30K Kwh são desviados), foram feitos 3,3 mil atendimentos à interrupções no fornecimento, ou seja, 27,5% do total.

Na Zona Leste, onde o furto de energia também chega a 30%, foram 3 mil ocorrências ou 25% do total. Já na Baixada Fluminense, com índice de furto que ultrapassa os 40%, foram 1,6 mil restabelecimentos de energia ou 13% do total.

As outras regiões, que apresentam baixa informalidade, tais como a Zona Sul do Rio de Janeiro e o Vale do Paraíba, representam, juntas, 34,5% dos atendimentos.

Combate ao furto de energia

Na maioria dos casos, o fornecimento de energia é interrompido devido à sobrecarga dos equipamentos. Preparados para atender o número de clientes regulares/formais, os transformadores não suportam a demanda gerada pelos “gatos” e desligam, causando a interrupção. O furto de energia na área de concessão da Light corresponde a cerca de 40% sobre toda a carga distribuída para a rede de baixa tensão, o equivalente ao consumo do Espírito Santo, durante um ano.

Por meio de uma parceria com a Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) e com as delegacias locais, a Light realiza ações de combate aos “gatos” de luz e efetuou 509 mil normalizações de clientes em 2017, 51,2% a mais do que no ano anterior.

Com isso, ,as áreas possíveis (locais onde a Light consegue atuar com segurança), as perdas totais atingiram apenas 15% da carga-fio (toda a energia que a Light distribui). No entanto, nas áreas de risco, onde a Light somente atua com condições de segurança ou presença policial, o percentual sobe para 80,4%.

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal, com pena que pode chegar a 8 anos de reclusão.

Denúncia

A Light segue contando com o apoio da população para denunciar o furto de energia. Basta entrar em contato pelos seguintes canais:

Site: http://www.riosemgatodeluz.com.br/Paginas/Denuncie.aspx

Disque-Denúncia: (21) 2253-1177

Redes Sociais: (twitter.com/lightclientes e facebook.com/lightclientes)

Disque-Light Emergência: 0800 021 0196.

#Gatos #Light

Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil