• Benilce Benvindo - Assistente Social

SERVSOCIALnews | O desmanche das políticas públicas continua como nunca visto antes...


Nós cariocas corremos um grande risco pela frente, que apesar da pouca importância dada por grande parte da população elitizada que nunca precisou do serviço de assistência social, já que esse serviço é de ordem das minorias que a utilizam, idosos, crianças e adolescentes e famílias pobres, e como já sabemos na nossa cidade, ou melhor, no nosso país essa política não tem valor algum como citei anteriormente, não se trata de uma clientela que precisa e com isso incentiva o seu desmanche. E é nesse contexto que estamos chegando a um nível de minimização das políticas públicas infelizmente, em breve não teremos abrigos suficientes para abrigar crianças com e sem deficiência com e sem referência familiar, instituições de reabilitação e habilitação, abrigos para idosos, população adulta e projetos que atendem crianças em situação de risco social.

Somente quando o CAOS estiver ao nível de conhecimento e aborrecimento de uma certa elite, a sociedade entenderá a importância das políticas públicas para uma sociedade ainda em desenvolvimento e em altos níveis de desigualdade social.

Eu realmente espero que aqueles que incentivaram esse desmanche não tenha em sua família uma criança com deficiência e que venha a ter um idoso sempre aos seus cuidados para que não precise das políticas públicas de assistência e que de fato ao acordarem e saírem a sua porta não tenham a surpresa de encontrar um morador fazendo uso do seu espaço externo.

A ignorância e a ganância fazem do homem um ser egoísta e isento de responsabilidades sociais. Faz dele alguém que se acha superior a tudo e a todos, o que felizmente não procede, a necessidade um dia vai lançar essa realidade para nossos governantes.

Venho de uma reunião na prefeitura da cidade do Rio de Janeiro onde nos foi informada que 52 instituições conveniadas a Rede SUAS tiveram seus convênios encerrados.

Para um melhor esclarecimento, são essas instituições que realizam os serviços no qual citei anteriormente, serviços esses que a prefeitura não realiza por não ter uma rede formada para tal, eram exatamente essas 52 entidades que realizavam o serviço de ponta no qual a prefeitura nunca realizou e garanto a vocês meus caros leitores não irá realizar.

Estou muito indignada pelas centenas de famílias de crianças autistas, com deficiência intelectual, com síndrome de donw e outras que sobrevivem com um salário mínimo da loas, que não terão onde levar seus filhos para realizarem habilitação e reabilitação, isso sem falar nos abrigos já tão sofridos com a falta de recursos oriundos do descaso antes já citado em outras colunas referente ao desmanche da FIA, muito triste pensar que estamos descobertos de políticas públicas e nossos usuários abandonados mais uma vez.

Caros leitores a tristeza toma conta do meu ser, sem mais palavras, um sentimento nesse momento resume o que eu e tantos outros profissionais da Assistência estamos sentindo nesse momento, INDIGNAÇÃO!

Peço perdão pelo desabafo, mas é de suma importância a socialização dessas informações.

A luta continua!

Meu nome é Benilce, sou Assistente Social pela Universidade Castelo Branco, Especialista em terapia de família pela Universidade Candido Mendes e Historiadora pelas Faculdades Integradas Simonsen.

Meu contato: valeubere@hotmail.com

#políticaspúblicas #ServiçoSocial

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil