Buscar
  • Leandro Borges - Fisioterapeuta

FISIOnews | Osteoporose: na busca do conhecimento para boa saúde óssea


A estrutura óssea do ser humano é formada, na fase adulta, por 206 ossos que tem as funções de sustentar, proteger os órgãos, produzir células sanguíneas, estocar minerais e também funciona como alavanca, onde os músculos se fixam, para podermos realizar os movimentos.

O osso é formado por uma parte mineral (rígida), e outra de proteína (flexível). A densidade óssea máxima é atingida aos 20 anos.

A osteoporose é uma doença metabólica, afetando mais as mulheres do que os homens, e está ligada ao fator envelhecimento, deficiência de vitaminada D e cálcio.

A osteopenia não é considerada uma doença, mas sim uma condição pré-clínica, é o que antecede a osteoporose. Caso não seja tratada e controlada, a tendência é que a perda de massa óssea seja cada vez maior, até chegar a uma osteoporose.

Os ossos vão se enfraquecendo, ficando cada vez mais frágeis e vulneráveis a fraturas, principalmente o colo do fêmur. Na verdade, durante a vida adulta e no osso saudável, a renovação celular é constante, havendo um equilíbrio entre reabsorção óssea e a deposição.

No idoso com osteoporose é comum ter aquela aparência de "corcunda", devido as microfraturas das vértebras, deformando a coluna, fazendo com que ele diminua sua estatura.

Os principais fatores que contribuem para o aparecimento da doença, são: história familiar, diabetes, menopausa, baixa exposição ao sol, sedentarismo, imobilização prolongada, fumar, excesso de consumo de álcool e café, doenças inflamatórias intestinais, alimentação deficiente em cálcio e vitamina D, doenças reumáticas, doenças renais, hiperparatireoidismo, hipertireoidismo e o uso prolongado de corticóides.

Através da densitometria óssea, podemos medir a densidade mineral dos ossos, levando em conta a idade e sexo do paciente. Deve-se realizar esse exame periodicamente em mulheres acima de 65 aos, e homens acima de 70 anos.

Quais sãos os valores de referência?

- Normal: T-Score de 0 a -1,0 Desvio padrão; - Osteopenia: T-Score de -1,0 a - 2,4 Desvio padrão; - Osteoporose: T-Score de -2,5 ou menor.

O tratamento medicamentoso pode variar, e uma boa alimentação rica em cálcio e vitamina D é indicado, e além disso, deve-se ficar exposto aos raios solares diariamente, no horário adequado. Importante fazer sua consulta médica periodicamente, e se consultar com um nutricionista, para ficar por dentro de uma alimentação mais adequada. As mulheres na menopausa quando necessário devem fazer reposição hormonal.

A prática da atividade física, de maneira regular, é fundamental quando bem orientada, pois o aumento de força e resistência, melhora a qualidade da saúde óssea. Posso citar a caminhada, hidroginástica e o pilates como grandes contribuintes para retardar a perda óssea da pessoa com osteoporose, auxiliando na fixação do cálcio nos ossos.

Já a fisioterapia tem um papel importante, tanto como preventivo nas complicações, que são as deformidades, como também na reabilitação após as fraturas, que são comuns devido a fragilidade óssea no portador de osteoporose. O trabalho de equilíbrio nos idosos é indispensável, como medida preventiva de futuras quedas.

Portanto, não ache que aquela dor na coluna que você sente já há algum tempo, é natural, ou seja, da própria idade. Saiba que isso pode ser um indicativo que temos algum problema por aí, já instalado. Então procure fazer sua consulta médica, pesquisando de fato qual pode ser a procedência da sua dor. Após isso, exames serão realizados, até chegar a uma conclusão. Caso seja diagnosticado osteoporose, seu médico irá recomendar o melhor tratamento para você. Sendo idoso, sempre é bom ter acompanhamento de um fisioterapeuta, pois acontece um declínio do equilíbrio, facilitando as fraturas. É aí que o fisioterapeuta entra em ação, como descrito anteriormente.

Já entrou na menopausa?

Você mulher, tem mais de 65 anos?

Você homem, tem mais de 70 anos?

Fez tratamento prolongado com corticóides?

Tem fraturas com frequência?

Tem problema com a tireóide?

Tem histórico familiar de osteoporose?

Converse com seu médico sobre a possibilidade de realizar uma Densitometria óssea!

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado emTraumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais.

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

Email: leandrorjfisio@hotmail.com

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges

#Osteoporose #Fisioterapia

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil