Buscar
  • Renata Cyríaco - Gestora Escolar

EDUCAÇÃOnews | Mediação escolar


Sempre nos baseando no aprendizado, é a criança o termômetro para a necessidade de mediação escolar. O que deve ficar claro é que nem toda criança com alguma necessidade especial precisa de mediador.

Mas, toda criança de inclusão precisa de um Plano Educacional Individualizado (PEI), e esse direito deve ser respeitado para que o trabalho pedagógico seja feito de forma apropriada, sem que essa criança seja prejudicada, podendo assim, acompanhar o conteúdo oferecido pelo professor, garantindo o sucesso da inclusão.

O mediador, dentro da escola, fica onde a criança está, dentro e fora da sala de aula. Mesmo estando presente na sala de aula, não necessariamente, precisa estar o tempo todo ao lado da criança. Sua função é colaborar com o processo de aprendizagem e ainda auxiliar e orientar nas questões comportamentais.

A parceria com o professor, em prol do desenvolvimento da criança, é de extrema importância, assim como a parceria com a família, sempre dando o feedback de como está a mesma.

O mediador pode e deve fornecer informações ao professor, para juntos planejarem as aulas, pois ele conhece melhor que o professor, as necessidades desse aluno. Mas que fique claro que quem providencia os recursos é o professor. A função principal da gestão da sala de aula é do professor e não do mediador. O que faz parte da função do mediador é conduzir autonomia a essa criança, como por exemplo, ir ao banheiro, se alimentar, e ainda orientar sobre seus comportamentos. Ele deve ensinar as atividades da vida autônoma.

O que é importante também, é saber que a mediação escolar é de responsabilidade da escola, tanto identificar a necessidade (junto a uma equipe multidisciplinar) quanto às custas do mediador ( lei 13146/2015 – da o direito às famílias a mediação paga pela escola). Na lei, não consta se é um para um, portanto, pode ser um mediador para mais de uma criança, cabendo assim, o bom senso da escola. A lei também não especifica a formação que o mediador deve ter e nem piso salarial, mas acredita-se que, sendo um profissional com formação na área educacional, o sucesso do trabalho será atingido mais rapidamente.

Espero que tenha ajudado e esclarecido algumas dúvidas. Para maiores esclarecimentos estou à disposição no e-mail: recyriaco@gmail.com e no whatsapp (21) 98052.0800.

Renata Cyríaco é Professora, Fisioterapeuta, Gestora escolar, Especialista em educação especial e inclusiva, pós-graduanda em psicopedagogia institucional, clínica e hospitalar e Coach Infantil.

#Educação #Mediação

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil