• Renata Cyríaco - Gestora Escolar

EDUCAÇÃOnews | Desfralde: qual o momento ideal?


Devido à quantidade de perguntas que venho recebendo sobre o desfralde, resolvi escrever essa matéria com algumas dicas legais para que o desfralde seja um sucesso, seja da forma mais natural possível e que saibam também qual o momento mais adequado para iniciar esse processo.

É preciso entender, antes de qualquer coisa, que o universo de cada criança é singular, e que o desfralde é uma etapa fundamental na vida dessa criança, e o principal, devemos respeitar o seu ritmo.

O ideal é não criar expectativas em cima dos seus filhos, e caso isso ocorra, expresse para seu filho o seu sentimento, mas sem brigar caso as coisas não sejam como esperava. Qualquer comportamento diferente em vocês pais, reflete nas crianças, e isso pode gerar ansiedade, o que não é o ideal.

Então... Qual a idade ideal para desfraldar meu filho? 1 ano? 2 anos? 3 anos? A idade certa quem vai dizer é a própria criança, quando ela começar a sinalizar, quando começar a se expressar melhor verbalmente, indicando quando quer fazer xixi ou cocô. Sem pressa, sem ansiedade e sem muita expectativa, ocorrerá da melhor forma. Há crianças que com 1 ano e meio já avisam, já pedem para irem ao vaso sanitário ou usar o penico, assim como há crianças que com 2 anos e meio ainda tem muitas dificuldades e isso é extremamente normal.

Importante não deixar a criança com cocô por muito tempo, na expectativa dela sentir nojo e pedir para ir ao vaso sanitário. Essa tentativa é sem sucesso e pode ser extremamente prejudicial. A criança nessa fase não vai pensar dessa forma, não tem maturidade e raciocínio para isso. Importante também é não forçar a criança a largar a fralda, isso pode ser um erro gravíssimo. Essa atitude pode gerar medo, pois muitas crianças tem medo de fazer na calcinha/cueca e acabam retendo as fezes principalmente, assim as ressecando, e quando fizerem doerá. Isso faz com que as crianças associem o ato de evacuar a dor, assim virando um ciclo vicioso, que pode ter consequências sérias.

Para as crianças que estão na escola, o desfralde se torna mais fácil, claro que com a parceria da família com a escola e vice-versa. Na escola tem o estímulo dos outros amigos já desfraldados, tem historinhas para o momento, tudo para ser algo prazeroso e não doloroso, sem traumas.

O ideal é que uma vez que o desfralde comece, continue. Mas se perceber que a criança está fazendo muito no chão, na cama, no sofá, não há problema em retroceder, aguarde mais um pouco que no tempo certo acontecerá da melhor forma. Caso aconteça de escapar na calcinha/cueca, importante não brigar ou ameaçar. Sempre que isso ocorrer, dialogue com seu filho e explique que o lugar apropriado para fazer o xixi e o cocô é o vaso sanitário.

Mais uma dica é que entre o penico e o redutor de vaso, opte pelo redutor. É mais confortável, mais higiênico e é o que os adultos (os pais e irmãos principalmente) usam, quem as crianças normalmente imitam.

Desejo que o desfralde seja um sucesso!!!

Para maiores esclarecimento estou à disposição no whatsapp (21)98052.0800 ou no e-mail: recyriaco@gmail.com

Renata Cyríaco é Professora, Fisioterapeuta, Gestora Escolar, especializada em Educação Especial e Inclusiva, pós – graduanda em Psicopedagogia institucional e clínica e Coach Infantil. Siga meu instagran: renatacyriacokc Curta minha página no facebook: RenataCyriacokc

#Educação #Desfralde

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.