Buscar
  • Andressa Gonçalves - Estudante de Design de

CINEnews | As duas perguntas que não querem calar


Olá caros cinéfilos, hoje responderemos duas perguntas que eu ouço muito: Por que os roteiros são importantes? É por que o cinema é chamado de a Sétima Arte? Vamos a um deles de cada vez.

A Importância do Roteiro Em semanas anteriores, abordamos temas técnicos do cinema por aqui, temas como a Paleta de Cores, Trilha Sonora e a Fotografia . Hoje falaremos sobre mais um deles, o roteiro e estabelecermos suas diferenças.

O roteiro é um documento escrito onde está contido o filme antes de ser realizado e transformado em imagens, é no roteiro que estão os personagens e suas falas mas também detalhes mais específicos como o local da cena (interno ou externo), o turno (se ela se passa de dia, de tarde ou á noite), características mais detalhadas dos personagens, dentre outros detalhes.

O gênero do filme também influencia na construção do roteiro, é ele que vai ditar as regras: Sendo mais detalhado narrando até mesmo o movimento dos personagens, como em caso de filmes de animação ou que tenham personagens construídos com efeitos especiais (para que seus técnicos e criadores saibam exatamente o efeito ou movimento pretendido, bem como a reação do público esperada), já em outros filmes mais naturais como os documentários, os roteiros servem mais como um guia, um planejamento da ordem das filmagens e das cenas, tudo muito enxuto e orgânico.

Um bom roteiro contribui para um bom filme, mas não lhe é sinônimo de sucesso pois, como dito em outras de nossas postagens técnicas, cinema é união, é trabalho em conjunto, onde todas as partes trabalham bem para que o resultado final seja um sucesso.

Em época pré-Oscar, uma outra dúvida surge na cabeça dos cinéfilos de plantão: Qual a diferença entre roteiro original e roteiro adaptado? Bem, Roteiro Original é aquele que é de total autoria do roteirista, ou seja, ele concebeu a ideia da trama do início ao fim. Já em Roteiros Adaptados, o roteirista criou o roteiro mas se baseou em alguma história real, livro, filme ou qualquer outro material, para montar sua história.

O roteirista é aquele que vê primeiro a história acontecer, é quem conhece os personagens e suas vidas, sonhos e anseios mais a fundo e tem a árdua tarefa de traduzir isso tudo de forma que os atores, diretores, compreendam tudo como ele é deem vida aos personagens da melhor forma possível.

Por que O Cinema É A Sétima Arte? O século é o XVIII, começa a ser formado um movimento na Europa em defesa das artes consideradas clássicas e nobres por natureza, “superiores” às outras, as Belas-Artes.

De forma generalizada, podemos dizer que as Belas-Artes são as Artes Plásticas mas, dando-lhes a devida especificação são elas seis, as quais abordaremos mais a frente.

Nessa mesma época, surgiu o hábito de enumerar as artes(acompanhadas de seus elementos base, que as caracterizam)para designar determinadas manifestações artísticas. Até hoje, há diferenças nas posições ocupadas por cada uma, mas, eis a lista mais consensual até o momento:

• 1° – Música (som); • 2°–Artes Cênicas: Teatro, Dança e Coreografia (movimento; • 3°–Pintura (cor); • 4° - Escultura (volume); • 5° - Arquitetura (espaço): • 6° - Literatura (palavra);

Com a criação do Cinema no fim do século XIX, seus entusiastas logo quiserem que ele fizesse parte da seleta lista acima citada, os críticos também pareceram gostar da ideia, considerando-a um tipo de arte mais recente. Mas, foi apenas em 1923 que o Cinema ocupou seu lugar de direito, quando o intelectual italiano Ricciotto Canudo teve seu Manifesto das Sete Artes escrito em 1912, finalmente publicado.

Nele, Canudo justifica que o Cinema é a sétima arte pois é capaz de reunir e representar todas as outras em uma só.

Com o passar dos anos, as posições posteriores foram sendo ocupadas: • 7° - Cinema (tem os elementos de todas as outras); • 8° - Fotografia (imagem); • 9° - História em Quadrinhos (cor, imagem é palavra); • 10° - Vídeo-Game (que também possui elementos das outras artes) • 11° - Arte Digital (rates gráficas 2D e 3D e programação).

Destas nova adições, algumas foram prontamente aceitas (como no caso da nona arte, termo que hoje em dia é quase tão usado quanto o da sétima, outros já geram controvérsias.

No fim das contas, não importa a nomenclatura utilizada, mas a arte em si. Vamos prestigiar e apreciar todas?

Andressa Gonçalves é futura jornalista. Como adora cinema, sempre pesquisa sobre paletas de cores, trilhas sonoras, curiosidades, e tudo o que pode sobre este universo. Mantém também o projeto bilíngue Expedição Musical, que toda semana apresenta ao grande público, novos talentos do cenário musical. Contato: miss.gonc00@gmail.com

Imagens obtidas em: (1) http://www.canstockphoto.com.br/antigas-efeito-retro-digitando-20241509.html (2) http://www.sitedeimagens.com/imagens-para-facebook/imagens-de-cinema/2

#Cinema #Roteiro

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil