© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

  • Alexandre Madruga

Supervisão Regional da Prefeitura volta a funcionar em Sulacap


Fechada no fim da gestão Eduardo Paes, a Supervisão Regional de Sulacap e Magalhães será reaberta no Galpão Comunitário Jardim Sulacap, segundo a Prefeitura do Rio. Com a volta do órgão, o Galpão perderá a sala da ouvidoria, o serviço de assistência jurídica gratuita e a coleta de livros para doações a bibliotecas comunitárias. Mas diferentes de outros órgãos municipais, esse terá dois chefes. Oswaldo Crisostomo e Helio Luiz Magno serão os dois supervisores. De acordo com a Prefeitura, a região é grande e complexa, por isso será melhor atendida por duas pessoas e isso ajudará a atender as demandas da população. - São moradores da região, conhecem os problemas locais e irão realizar integração com a Supervisão Regional, a Região Administrativa e os órgãos municipais. - diz a nota enviada pela Prefeitura, sem mencionar que na verdade, ambos não moram nem são conhecidos no Jardim Sulacap. Para a Associação de Moradores de Sulacap, a decisão não pareceu justa para o bairro. - Sendo supervisão de dois bairros e sendo dois supervisores eu acharia justo que um fosse morador do bairro e conhecedor de nossos problemas e necessidades. - afirmou a presidente, Renata Almeida. Apesar da estrutura organizacional da supervisão publicada em Diário Oficial, os dois supervisores tem seus cargos ligados diretamente a Casa Civil, pela sigla DAS-6, com remuneração de R$ 1.567,46. A nova Supervisão Regional de Sulacap e Magalhães Bastos tem os cargos com indicação política do vereador Ítalo Ciba, que por nota informou que "os dois supervisores foram nomeados pelo prefeito Marcelo Crivella a pedidos dele e a supervisão voltará a funcionar em breve". Recentemente, o vereador esteve no Galpão Comunitário de Sulacap na companhia do assessor especial do prefeito, Marcos Luciano, para ver onde será reinstalada a Supervisão Regional, e o local já passa por obras para ser inaugurado até o final do mês. Segundo informações do TRE, Italo Pereira Campos foi eleito vereador pelo Partido Trabalhista do Brasil em 2016, com pouco mais de seis mil votos. Com 58 anos, tem ensino médio completo, é aposentado e casado.