Buscar
  • Cristiane Pontes - Enfermeira

SAÚDEnews | Acidentes com águas-vivas e caravelas: Primeiros Socorros


As medusas, conhecidas como "água-viva" ou "mãe-d'água", vivem nos mares e oceanos de todo o mundo. Verão é seu tempo de reprodução. Por isso elas aparecem nas praias.

A água viva é quase transparente e de consistência gelatinosa e parece um animal inofensivo, porém ao contato com a pele humana, provoca desde queimaduras leves, graves irritações, reações alérgicas ou ainda a morte de pessoas. Em algumas espécies os tentáculos chegam a 30 metros de comprimento, neles ficam os minúsculos “arpões” venenosos, que provocam as queimaduras.

As águas-vivas ejetam espinhos formados por células urticantes que se fixam na pele da vítima, se assemelham muito a um ferrão de abelha capaz de liberar um líquido urticante responsável pela irritação na pele humana. e precisam ser “desativados” antes que se possa tratar o ferimento em si.

Caravela Portuguesa A caravela-portuguesa não é uma água-viva, embora se pareça com uma. A caravela tem este nome porque pode usar o vento para se movimentar (como antigos navios chamados caravelas).Sua fisgada pode ser muito dolorosa e tóxica, e pode apresentar sintomas como calafrios, febre, náusea, vômito e choque. A caravela-portuguesa, mesmo quando é encontrada na areia, continua a ser capaz de gerar queimaduras; No Brasil acidentes com caravelas costumam ser mais graves do que os com aguas vivas.

Os sintomas de uma queimadura de água viva são dor forte e sensação de queimadura no local. A queimadura provoca dor intensa, do tipo ardência, como se fossem fortes agulhadas.

Ao sentir uma forte ardência na pele e perceber que sofreu queimadura, a primeira providência que o banhista deve tomar é abandonar o mar. Apesar de as espécies encontradas no litoral brasileiro não costumarem ser venenosas, algumas pessoas podem ter reações alérgicas tão fortes que correm o risco de se afogar.

A pele fica vermelha, inchada e com placas urticadas (lesões sobressalentes, lisas e avermelhadas) e podem aparecer lesões do tipo equimose (sangue pisado). Em casos raros, ocorrem reações alérgicas, com sintomas mais graves. Calafrios, palidez, desmaio, dificuldade para respirar vômitos, náuseas, câimbras ou sensação de bola na garganta são sinais de piora. Sendo uma emergência médica, o tratamento deverá ser imediato.

O ferimento cutâneo deve receber cuidados imediatos até que um médico possa examinar e indicar o tratamento mais adequado.

QUEIMADURA POR ÁGUA VIVA:

O primeiro atendimento pode atenuar a dor, com a água do mar ou o soro fisiológico. Na areia, é preciso controlar a curiosidade para não tocar e não coçar a área afetada. Isso porque quando a água-viva atinge a pele, solta filamentos, que contêm uma toxina facilmente liberada quando o indivíduo faz movimentos de fricção sobre ela, pois pode estourar os cistos remanescentes e agravar os sintomas.

Nunca lave o local com águas quente ou doce, pois elas ajudam esses nematocistos a se romperem mais facilmente, ao contrário da água marinha, que ajuda a soltá-los.

Nunca use álcool no local O tratamento é o mesmo para acidentes com água viva ou caravelas.

A dor e o desconforto normalmente melhoram após 20 minutos, no entanto, pode ser necessário até 1 dia para que a dor desapareça completamente.

Aplicar compressas de vinagre ajuda a reduzir a dor.

Se a região for tocada com as mãos, evitar contato com a face.

Após lavar a pele, não é recomendado passar pomada, pasta de dente ou creme hidratante. Em casa, para aliviar a ardência e a dor só deve ser utilizada compressa gelada.

Nenhum tipo de medicamento sem orientação médica deve ser tomado ou aplicado, pois corre-se o risco de provocar uma infecção ou até mesmo piorar o quadro da queimadura.

Nos dias após a queimadura da água viva aplicar compressas geladas na região para aliviar a dor e a inflamação.

REAÇÃO LOCAL- URTICÁRIA:

Se acontecer um acidente, procure um posto dos Bombeiros para que a vítima possa ser avaliada. Deverá ser encaminhada para receber atendimento médico.

Não urinar em queimaduras de águas-vivas! Isso não possui comprovação cientifica e ainda pode causar infecção no local do ferimento.

A Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza uma central telefônica 24 horas para orientar o cidadão sobre o que fazer em caso de acidentes com águas-vivas e outros tipos de envenenamentos e intoxicações. Disque Intoxicação Nacional: 0800 722 6001

COORDENAÇÃO ESTADUALNÚCLEO DE TOXICOVIGILÂNCIA /Centro de Vigilância Sanitária /SES – SP Endereço: Av. Dr. Arnaldo, 351 - anexo III - 7º and. Cerqueira César São Paulo/SP - CEP: 01246-901 Telefone: (0xx11) 3065-4640; 3065-4786 Horário comercial Fax:3065-4772E-mail: setox@cvs.saúde.sp.gov.br

#águasvivas #Saúde

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil