• Ane Louise Michetti - Psicóloga

NAMORALnews | Álcool a prisão do Carnaval


O Carnaval já começou e representa, na atualidade, uma das maiores festas populares do mundo, visto levar milhões de pessoas para ruas e avenidas do país para brincarem e se divertirem. Para alguns, o Carnaval é época de pular, dançar e também beber. Porém, o consumo de álcool traz risco à saúde e, além de levar ao vício, ainda pode causar demência.

O consumo de bebidas alcoólicas, no qual se constata o enorme predomínio das cervejas, a preferência nacional como diz a propaganda, sempre fez parte dessa ocasião, fazendo com que o álcool figure como um dos grandes fatores de risco de problemas relacionados, como, por exemplo, as brigas e violências, os acidentes pessoais ou de trânsito.

O álcool, quando entra no organismo, é diluído no sangue e chega a todos os lugares do corpo. O sistema atencional localizado nos lobos frontais é o primeiro a sofrer. Ficamos desatentos, eufóricos e com respostas motoras mais lentas e desajeitadas.

Embora a cerveja seja vista como uma bebida alcoólica “mais fraca”, e (“quase”) separadamente das outras bebidas alcoólicas, não o é! Considerando o teor alcoólico de 5%, a dose padrão de cerveja (de 300 ml), contém a mesma quantidade de álcool puro que o vinho, com teor médio de 11%, e os destilados – cachaça, vodka, uísque…, com teor de 40%, cujos volumes “padrão” são de 150 e 40 ml respectivamente, ou seja, de 15 a 17 ml de álcool puro (basta fazer a conta!).

Não é por acaso que o Brasil passou a ocupar o lugar de 3º maior produtor mundial de cerveja, dobrando sua produção nestes últimos anos.

Dicas para beber no Carnaval com consciência

• Não misture tipos diferentes de bebidas. Se começou a noite tomando cerveja, não ouse misturar vinho ou cachaça; • Intercale água entre a bebida. Entre uma lata de cerveja ou um copo de vodka, intercale um copo de água. Isto evita a desidratação e a alta concentração de álcool no sangue; • Alimente-se bem. O estômago vazio acelera a absorção do álcool e, portanto, aumenta a intoxicação;

NaMoral, neste momento oportuno, faz-se necessário chamar a atenção para os riscos do abuso de bebidas alcoólicas em geral, principalmente de cerveja. Portanto, sem querer botar água no chope de ninguém, não fique preso, curta e beba com moderação.

Eu sou Ane Louise Michetti dos Anjos, psicóloga, coach da vida, irremediavelmente apaixonada e ainda aprendiz na arte de ser dona de casa.

Tire suas dúvidas para o e-mail: anelouisepsicologa@gmail.com

#Alcool #Carnaval

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil