Buscar
  • Marluce Rosa - Prof. Yoga

YOGAnews | Meditação


Olá! Como vai você? Hoje, vamos falar de um assunto que nunca esteve tanto na moda como a meditação. Digo na moda, pois muito se fala sobre meditação, muitas novas técnicas a cada dia são “criadas”, vários aplicativos nos “ajudam” a meditar, várias meditações guiadas nos convidam ao repouso sereno da mente. Mas será que todas essas possibilidades nos convidam a meditar ou passamos a fazer uso da meditação por distração? Bom, estou aqui no papel de professora, e sendo o meu papel, meu dharma (o que de fato vim fazer aqui) é trazer possíveis reflexões sobre o caminho em Yoga. Primeiramente a meditação não é uma prática a parte do Yoga, se faz muito necessário a prática de asanas, pranayamas (já abordamos em outras reflexões aqui no Sulacap News) para irmos sustentando a nossa morada que é o corpo físico. Com os asanas e pranayamas vamos ganhando vigor físico, desintoxicando articulações, fortalecendo a musculatura do corpo, aprendendo a respirar de forma consciente, gerenciando o autocuidado, autoconhecimento e consciência corporal. Essas conquistas nos trás uma maior capacidade de abandonar a massa densa – e possíveis desconfortos provocados pelo corpo físico – para iniciarmos um processo meditativo.

Hoje a ciência comprovou os benefícios imensos que a meditação nos revela realizando a prática todos os dias por alguns minutos. Desde contribuição para amenizar dores crônicas até quadros de transtornos psiquiátricos como ansiedade, depressão e síndrome do pânico. Mas fico pensando: os grandes Yogis ancentrais praticavam a meditação pelo simples fato de que meditar fazia parte de suas rotinas diárias. Pronto. É muito importante a ciência pesquisar sobre a meditação e deixar esse postulado acadêmico disponível para quem necessita de comprovações para iniciar uma prática. Mas sugiro sempre: quando for meditar, apenas sente e deixe o ar entrar e sair naturalmente de suas narinas, não fique pensando que está a fazer uma prática que irá trazer vários benefícios. Aplicamos um valor em Yoga em meditação e na vida: aparigraha (desapego aos resultados).

Tive uma experiência muito valorosa em um retiro com a Monja Coen, no qual tive a oportunidade em receber seus ensinamentos e me nutrir de suas orientações frente ao Yoga e ao Budismo. E em meios há tantas técnicas de meditação, tantos recursos de materiais para dar maior conforto ao corpo físico a Monja Coen trouxe para esse retiro a simplicidade da meditação. Acordávamos cedo, em jejum, e íamos para um grande salão que era fechado cinco minutos antes de iniciarmos a meditação. Lembro que a primeira prática com ela me trouxe uma genuína emoção, pois em sua narrativa e exemplo me confirmou que tudo para ser proveitoso a todos deve ser simples. E ela narra para o grupo que estava a fazer o retiro no primeiro dia de meditação: sentem em uma postura confortável, se estiverem na cadeira sentem mais para a ponta da cadeira e percebam seus pés tocando por completo no chão, o alinhamento da coluna, e se estiverem sentados no chão busquem conforto nos joelhos e consciência na coluna, repousem os olhos, percebam o ar que entra e sai por suas narinas e o principal: TENHAM PRAZER EM FICAR QUIETOS.

A meditação vai nos trazer, aos poucos, esse prazer de fazer silêncio... esse prazer em estar em silêncio. Poderia narrar aqui um monte de benefícios para você frente à meditação, mas isso com uma breve pesquisa na Internet você terá essas explicações. Mas estou aqui, para lhe falar, que o Yoga é uma ciência VIVENCIADA. Então, venho lhe dizer: se permita ficar mais em silêncio, se permita ficar mais em sua companhia, pois certamente quando você for ao encontro do Outro estarás mais inteiro, mais consciente e principalmente com objetividade nas relações e ações.

Quem sou eu Eu tive uma namorada que via errado. O que ela via não era uma garça na beira do rio. O que ela via era um rio na beira de uma garça. Ela despraticava as normas. Dizia que seu avesso era mais visível do que um poste. Com ela as coisas tinham que mudar de comportamento. Aliás, a moça me contou uma vez que tinha encontros diários com suas contradições. (Manoel de Barros) Vamos seguindo! Um abraço.

Profª. Marluce Rosa é idealizadora do Espaço Lumarce Yoga, Pedagoga, Psicomotricista, Profª. de Educação Física, Yoga e Motociclista. Contatos: Watsapp: 99343-8895 Facebook e Instagram: @yogalumarce

#Yoga #Meditação

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil