• Andréa Bezerra - Turismóloga

TURISMOnews | Maceió para se apaixonar!


Maceió, capital de Alagoas, é banhada por lagoas, um mar que mescla o azul-turquesa e o verde-esmeralda e belas praias ornadas por jardins de coqueirais. Conhecida como “Paraíso das Águas”, hoje é considerada como o “Caribe Brasileiro” devido às suas belezas naturais que atraem turistas de todo o mundo.

O seu nome é de origem tupi. Os índios batizaram o lugar de “Maçayó” ou “Maçai-o-k”, que significa “O que tapa o alagadiço”. Historiadores afirmam que a capital do Estado de Alagoas nasceu de um antigo engenho de açúcar, por volta do século 18. Para outros, por ser praiana, seu surgimento está ligado a uma pequena vila de pescadores. Seja qual for sua origem, do mar ou do açúcar, Maceió é um lugar abençoado por Nossa Senhora dos Prazeres.

Cidade de motivos para se apaixonar. Das praias às piscinas naturais repletas de peixes coloridos, a beleza da natureza convive em harmonia com a cidade e seus encantos culturais e históricos. Seja pelo clima ou mar perfeito para relaxar em águas mornas e cristalinas, há um fascínio convidativo em Maceió.

MACEIÓ, UM PEDACINHO DO PARAÍSO As praias de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Cruz das Almas ficam em área urbana e compõem a orla marítima de Maceió, considerada a mais bonita do Brasil. Nesta área, é possível usufruir de excelentes hotéis, restaurantes, bares, pizzarias, cervejarias, ciclovia e um calçadão com quiosques. Ao final da tarde, ele se transforma em uma passarela perfeita para a prática de atividades físicas ou simplesmente para apreciar o pôr-do-sol. Também é possível conhecer praias mais afastadas no litoral norte, como Ipioca, Pratagy, Mirante da Sereia, Riacho Doce, Garça Torta, Guaxuma e Jacarecica.

O passeio de barco na Lagoa Mundaú e Manguaba é garantia de um momento inesquecível em Maceió. No bairro Pontal da Barra, é possível realizar o ‘Passeio das Nove ilhas’,com barcos que navegam em um arquipélago localizado na Lagoa Mundaú. Das nove ilhas, oito delas ficam na capital alagoana e uma em Marechal Deodoro, município vizinho. São elas:

- Ilha do Irineu: Tem esse nome em homenagem ao Senhor Irineu, velho pescador da região, conhecido em todo o Brasil por ser um dos poucos trígamos do país;

- Ilha das Andorinhas: Tem esse nome porque há vários ninhos de andorinhas na ilha e ocorre todo ano um fluxo migratório na região dessas aves;

- Ilha do Fogo: Possui esse nome porque no local havia um alambique de pinga, que faliu anos depois porque os funcionários consumiam o produto;

- Ilha de Santa Marta: O nome é uma homenagem a Santa Marta;

- Ilha do Almirante: Tem esse nome porque lá viveu um almirante da marinha que faleceu lá mesmo;

- Ilha de Um Coqueiro Só: Possui esse nome porque em 1989 uma enchente devastou a ilha e só sobreviveu um coqueiro na região;

- Ilha das Cabras: Tem esse nome porque um fazendeiro criava cabras na ilha, mas teve que interromper a criação por causa da poluição da região;

- Ilha Bora Bora: Ganhou esse nome porque o povo da região encurtava a palavra “embora” para “bora”, quando queria-se ir para a ilha.

- Ilha de Santa Rita: Pertence ao município de Marechal Deodoro. É a maior ilha lacustre do país, pois possui 12 km². Atualmente, a ilha é uma área de preservação ambiental porque possui uma fauna e uma flora riquíssimas.

Gastronomia

O prazer de estar em Alagoas não se resume apenas a um delicioso banho de mar, mas também a um mergulho nas cores e sabores das maravilhas da culinária alagoana na qual se destaca por sua saborosa e diversificada gastronomia:

FRUTOS DO MAR Os frutos do mar encabeçam o cardápio alagoano, também são 230 Km de litoral, várias lagoas e rios, produzindo o que há de melhor e saudável em frutos das águas. Sua culinária de peixes, crustáceos, mariscos e moluscos, as carapebas, cavalas fritas, lagostas, camarões cozidos à água e sal, fritada de siri, sururu, maçunim e as tradicionais peixadas com pirão e regadas ao molho de pimenta, merecem ser degustadas.

COMIDAS TÍPICAS As iguarias de origem indígena e africana, como tapioca, cuscuz de milho, massa puba, arroz doce, batata doce, inhame e macaxeira com carne de sol, beiju, grude de goma, pé de moleque, munguzá, canjica e pamonha costumam ser servidas nos cafés da manhã e da noite.

FRUTAS TROPICAIS Sem esquecer as deliciosas frutas nordestinas: jaca, manga, mangaba, abacaxi, banana e pitanga, sapoti, pinha, graviola, caju, cajá, acerola e etc... A maioria são transformadas em sucos, sorvetes e doces. Uma tentação dos deuses! Nas praias, é comum saborear um bom caldo-de-cana, água de coco, coquetel de abacaxi(feito na fruta), caldinhos, batidas de frutas tropicais, de sabores inigualáveis.

HINO DA CIDADE DE MACEIÓ Letra: Carlos Moliterno Música: Edilberto Trigueiros

És, Maceió, altiva e majestosa Feliz nascente entre a lagoa e o mar Ao lado da capela milagrosa De um velho engenho pobre e secular

Pelo trabalho e pelo esforço ingente Como a bravura de teus filhos nobres E debaixo de um sol glorioso e quente Veio a riqueza dessas terras pobres

A tua glória promana Desses teus filhos audazes Cujo alto valor se imana Aos dos heróis mais capazes

Maceió, terra adorada! Ó terra bela e altaneira! Tua história é proclamada Pela nação brasileira

Tu tens paisagens, Maceió, famosas Teu sol é quente e teu luar é claro São tuas praias belas e formosas De um tom de prata, deslumbrante e raro

E desse alvorecer das madrugadas De Ponta Verde às curvas do Pontal Os coqueiros e as velas das jangadas Dão-lhe um vigor de tela natural

A tua glória promana Desses teus filhos audazes Cujo alto valor se imana Aos dos heróis mais capazes

Maceió, terra adorada! Ó terra bela e altaneira! Tua história é proclamada Pela nação brasileira

Venha se apaixonar por Maceió! Andréa Bezerra é formada em Turismo e Agenciamento de Viagens pela Estácio de Sá e diretora da Avra Viagens e Turismo. 21 968436679 ou 965936401 - WWW.AVRAVIAGENSETURISMO.COM.BR

#Maceio #Viagem #Turismo

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil