• Saulo Souza

Clima tenso no Centro do Rio pela prisão de Jorge Picciani


Com a decretação da prisão do Presidente da ALERJ, Jorge Picciani, parlamentares fluminense se reunirão hoje no Palácio Tiradentes para tentar anular o efeito do mandado de prisão expedido pelo TRF – Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro.

Na última quinta-feira, 16, o TRF expediu mandado de prisão contra o Presidente da ALERJ, Jorge Picciani (PMDB), o Deputado Paulo Melo (PMDB) e Edson Albertassi (PMDB), a pedido do MPF, por prática ininterrupta de desvios de dinheiro público, lavagem de dinheiro e recebimento de dinheiro da Odebrecht e Fetransport em troca de vantagens. O esquema criminoso, que também tem a participação do ex-Governador, Sérgio Cabal, está ativo desde 1990, e está sendo investigado na Operação Lava Jato. Mesmo com as investigações rigorosas que visam desbaratar a quadrilha que reside no Palácio Tiradentes, o Jorge Picciani desafiou a justiça ao continuar comandando a prática criminosa com seus comparsas de Partido.

Por tudo isso, os ânimos na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro devem esquentar a partir de hoje. Uma grande manifestação é esperada na porta do Palácio Tiradentes, na tentativa de obstruir os trabalhos de parlamentares que pretendem a anulação do mandado de prisão emitido pelo TRF contra o deputado Jorge Picciani.

No momento em que eu escrevo esta matéria, os conflitos já se iniciaram no Centro do Rio entre manifestantes populares e a polícia. Muitas lojas fecharam e fachadas de bancos foram depredadas. Pessoas começam a se aglomerar na porta da ALERJ para acompanhar o desdobramento das ações de Parlamentares que buscam a soltura dos Deputados presos a pedido do MPF.

A qualquer momento, poderemos voltar com mais notícias sobre as manifestações no Centro do Rio, que pede a manutenção da prisão do Presidente da Alerj, Jorge Picciani, e os Deputados do PMDB, Paulo Melo e Edson Albertassi, presos ontem pela Polícia Federal.


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.