© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

  • Alexandre Madruga

Depois da maquiagem e aperitivo, Praça Nuno Roland fica sem quadra


Ano passado foi ano de eleições e a oportunidade de liberar obras. Uma delas aconteceu na Praça Nuno Roland, em Sulacap. A bucólica praça precisava de reurbanização, instalação de quadra poliesportiva e reforma na iluminação, mas nem tudo aconteceu e para piorar foi instalada uma Academia da Terceira Idade, que é pouco usada pelos moradores. De acordo com um deles, o espaço não é usado por falta de profissional para orientar o uso.

- Não tem supervisão. Já levei minha esposa lá, sou professor e fiz algumas orientações pra ela, mas o problema está em não ter um responsável técnico no local. Raramente vejo sendo utilizada e não sabendo usar, vai se danificar rapidamente. – afirma o servidor público Hércules Tavares, 49 anos, acreditando que a obra somente feita durante processo eleitoral, com a intenção de ganhar votos.

A academia tem aspecto de abandono, com galhos de árvores alcançando os equipamentos. O espaço total só pode ser usado pela comunidade, graças a ação constante da Comlurb, mas os moradores sentem falta é da quadra poliesportiva cimentada, que ficou apenas na promessa.

- Eles haviam falado que fizeram uma troca, não concretaram a quadra, mas colocaram a academia. Sensação de descaso, pois depois largaram tudo. – fala Hércules, dizendo que nem leva a própria filha de 3 anos e que todos os moradores preferiam a quadra, pois facilitaria para as crianças brincarem.

Segundo moradores, a quadra se restringe a um campinho de futebol, cheio de buracos, com risco de ferimentos e, para piorar e comprovar o abandono, a placa de reinauguração da Praça Nuno Roland não está no local certo, que é apenas um bloco de cimento e pichado.

- Depois que inauguraram, deixaram com a placa com uma moradora para instalar posteriormente e até hoje não voltaram para colocar. – afirma um morador, que preferiu não se identificar.

Como a obra da quadra parece que ficou apenas na promessa, ao menos a Prefeitura do Rio poderia instalar a placa que foi inaugurada no pórtico, apenas como figuração, já que nunca esteve presa ao bloco de cimento, conforme comprova a foto da inauguração abaixo, com a presença de autoridades e moradores.