Buscar
  • Alexandre Madruga

PMERJ cai diante do Furacão do Aterro do Flamengo, que vence mais uma


Mesmo roteiro de jogos anteriores. Mais uma vez a seleção da Polícia Militar perde gols e acaba derrotado, mas dessa vez para fortíssima equipe do Furacão, que também perdeu algumas boas oportunidades. O placar de 1 a 0 não condiz com a intensidade da partidas e as inúmeras chances de gol. Não a toa, o goleiro militar Nilmar foi eleito um dos melhores do jogo, perdendo apenas para o zagueiro Ronaldo do time do Aterro, que ficou em primeiro lugar. Ambos levaram como prêmios, cortesias da Cinesystem Cinemas e Queen Hotel.

O jogo começou com grande atraso no Centro do Formação de Praças da PM, em Sulacap, devido a ausência do árbitro do jogo, substituído por um jovem menino de 17 anos, que cometeu apenas um grande erro não dando sequencia num lance a favor da PMERJ, quando o goleiro do time do Aterro colocou a mão na bola fora da área. Marcou a falta com atraso e aplicou apenas o cartão amarelo ao arqueiro, quando o certo deveria ter sido expulso, por ter evitado um gol. De resto, levou a partida bem e expulsou corretamente um de cada time devido agressões mútuas.

O primeiro tempo de jogo os times entraram se estudando, evitando errar. O Furacão tinha a posse de bola, mas ameaçava pouco. A PMERJ ficava menos com a bola, mas teve a oportunidade mais clara do primeiro tempo através do atacante David, que chutou para fora com o goleiro batido e o gol vazio.

- Começamos molenga, por causa do atraso da arbitragem. Depois de aquecimento e conversa, ficamos 40 minutos esperando e isso desconcentra. Perdemos gol imperdível e eles tiveram uma boa oportunidade de falta. Mas no primeiro tempo tivemos chance de fazer e quem não faz, leva. – diz o manager Sergio Gonçalves da seleção da PM.

E não demorou muito para sair esse gol e foi de “show”, camisa 10 do Furacão, mas conhecido como Rodrigo Cardeal, que vibrou muito e comemorou com seu banco de reservas e comissão técnica. Seria o gol do jogo, mas o segundo tempo reservava muitas emoções.

A segunda etapa o jogo ficou aberta após as expulsões de um atleta de cada time. Com a PMERJ precisando empatar e o Furacão recuando muito para jogar no contra golpe, o jogo ganhou em emoção e correria. Mas o time do Aterro se agüentou bem e venceu mais uma na competição, concretizando a boa fase e se firmando na parte de cima da tabela.

- Jogo aguerrido, duas equipes de marcação forte e não poderia ser diferente, o jogo ser definido em detalhe. Quem errou menos saiu vitorioso. – finalizou o lateral direito e diretor do Furacão, Diego Rafael, que fez questão de felicitar os diretores Sérgio e Thiago da PMERJ, pelas palavras de apoio e pelo reconhecimento.


22 visualizações
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil