© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

  • Alexandre Madruga

Nova Era faz o Expresso emperrar e vence mais uma pela Liga Zona Norte


“Estão deixando a gente chegar”. Essas foram as palavras do dirigente Didi do Nova Era de Marechal Hermes, ao fim da vitória de 2 a 1 sobre a boa equipe do Expresso do bairro Colégio. Os três títulos credenciam o leão de Marechal como uma equipe de chegada, e aos poucos, vem superando adversários fortes e ganhando moral na Liga.

Sabendo da qualidade técnica do time azul de Colégio, o treinador Didi formou duas linhas fortes de marcação, ocupou o meio de campo e forçou o Expresso a tentar jogadas pelas pontas. Como bola aérea é forte no Nova Era, pouco foi incomodado nessa opção, o que deixou como única opção para o time do Expresso, tocar a bola em busca do espaço. E no primeiro tempo, ele não apareceu. Ao contrário, caiu na arapuca do leão.

De tanto pressionar, a equipe de Colégio ficou exposta aos contra ataques e num deles, o único deles com chance clara, o Nova Era não deixou passar. Faltando pouco para terminar o primeiro tempo, o leão deu a primeira mordida no Expresso. Gol de Chapolim (foto acima) e vantagem garantida no primeiro tempo.

Não restou alternativa ao Expresso do que sair para o jogo. Pressionou tanto, que numa saída rápida da defesa para o ataque, surpreendeu o tricampeão mal posicionado e empatou o jogo através de Gleidson (foto ao lado) . Era a hora da virada? Só que não. O leão voltaria a aprontar.

Nova jogada de contra ataque, e o defensor do Expresso em disputa de bola, derruba o atacante do time de Marechal. O árbitro Diego Gandara, em cima do lance, marca pênalti com convicção. O volante Leandro, que já vinha se destacando na partida, pegou a bola e com categoria, coloca o leão na frente de novo. A última mordida, para abocanhar a vitória e paralisar o Expresso.

O Nova Era ainda perderia dois jogadores expulsos, mas mesmo assim, segurou a vitória com as garras de um leão ferido, mas a vítima não teve forças para empatar. Com isso, fica no grupo dos líderes do grupo, perdendo apenas nos critérios de desempate.