• Alexandre Madruga

Crivella responde moradores do bairro Jardim Sulacap


Conforme publicado dias atrás, enviamos sete perguntas para os candidatos a Prefeitura do Rio, Marcelo Crivella e Marcelo Freixo. Demos opções para ambos enviarem um vídeo de dois minutos, com algumas das respostas.

Hoje, publicamos quem enviou as respostas. Por ordem de chegada, publicamos agora as respostas de Marcelo Crivella, candidato do Partido Republicano Brasileiro (PRB).

1) Em relação à saúde pública, vemos a má administração feita pelas chamadas OSS, em relação a essas empresas , o seu governo pretende intervir e assumir ou manter como esta e criar métodos de supervisão destas empresas ? Lembrando que de acordo com a lei o correto é ter funcionário público nas unidades de saúde pública. (Valter Rocha)

As Organizações Sociais são responsáveis por mais de 30% da nossa saúde. Tirá-las de uma hora para a outra deixaria a população sob um colapso no atendimento de hospitais, UPAs, Clínicas da Família. Vamos analisar caso a caso as OSs e investigar as denúncias de desvios. Minha maior preocupação são as pessoas, os pacientes e também os empregados, que já estão treinados no atendimento. Mas vou cobrar transparência, eficiência e qualidade. As Organizações Sociais serão fiscalizadas, o dinheiro investido nelas terá retorno para a população com um atendimento digno. Serei transparente e responsável com o dinheiro público.

2) Que projetos tem para o Jardim Sulacap em questão de segurança, educação, lazer, meio ambiente, saúde, pavimentação e transportes. Vejo muitos bairros recebendo melhorias em setores citados acima e não vejo no nosso bairro. (Angela Silva Bahia)

Os moradores de Sulacap têm que ter toda nossa atenção, com ações em Saúde, Educação, nos transportes. Quero mais guardas nas ruas, rever a racionalização das linhas de ônibus, criar vagas em creches, melhorar a saúde. Serei o prefeito de todos os bairros e de todas as pessoas. E tenho uma gratidão especial pelo carinho que recebi dos moradores de Sulacap todas as vezes em que estive na região.

3) Existe um projeto antigo dos moradores, que seria um ginásio. Hoje, a empresa que fez a obra Transolímpica está num terreno municipal, mas deve sair até o fim de novembro. Um projeto de lei tramita na Câmara. Qual seu projeto para o terreno que essa empresa irá deixar? (Marlon Ikeda)

Preciso conhecer o projeto e o projeto de lei. Vou dialogar com a Câmara e com representantes do bairro para escolher as prioridades corretas. Quero deixar bem claro para o Marlon e todos os moradores de Sulacap: nenhum gasto da prefeitura, nenhuma ação, será feita sem uma análise cuidadosa, sem transparência e sem ouvir a população. A prefeitura precisa retomar esse diálogo com o povo.

4) O bairro sofre com alagamentos em fortes chuvas. Um projeto de reurbanização da Avenida Alberico Diniz não sai do papel há décadas. Podemos acreditar que as obras tão importantes para o bairro irão acontecer? (Ecy Trindade)

Pode acreditar, Ecy. Depois de tanto tempo, o projeto tem de ser reavaliado, modernizado. Mas vou trabalhar para tirá-lo do papel.

5) A biblioteca popular que existe no bairro, administrada pela Secretaria municipal de Educação, será fechada? (Julia Lis)

Julia, a biblioteca é fundamental. Nenhum equipamento da prefeitura será fechado. Ainda mais um espaço de conhecimento. Uma boa cidade é uma cidade repleta de boas bibliotecas.

6) Existe um projeto da Secretaria de Meio Ambiente funcionando no Galpão Comunitário, que empregava moradores do bairro, mas foi desativado sem aviso e razão. As funcionárias ajudavam na fiscalização do meio ambiente e dava palestras de reciclagem. O projeto será reativado? (Marise Silva)

Temos que entender porque foi fechado. Se não houve uma comunicação prévia para que todos compreendessem a decisão, já é um erro. Quero criar a Zona Franca Social para levar emprego a quem precisa. Incentivar a instalação de empresas e o uso da mão de obra local para fazer uniformes para a prefeitura, por exemplo. Se havia uma ação que gerava emprego e renda, temos que retomar. É preciso entender o projeto, o motivo de ter sido abandonado e, ao retomá-lo, vamos melhorar.

7) O bairro é o único que realiza o único carnaval infantil que existe, com recursos próprios com doação dos moradores. É possível tornar esse carnaval voltado apenas para crianças, como oficial da Riotur? (Fernando Petico)

Toda manifestação cultural que estimula a convivência e a criatividade nos bairros merece o apoio da prefeitura. Quero deixar bem claro que todo o investimento no carnaval será mantido. Há muitos mentirosos dizendo o contrário na internet. Vou incentivar o carnaval e pedir à Riotur que estude a inclusão do carnaval mirim de Sulacap no calendário oficial.


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil