Buscar
  • Alexandre Madruga

Dossiê Transolímpica: obra mal acabada em fotos


Sulacap News entregou todas fotos em agosto e até o momento, nada foi feito

Desde antes da inauguração da obra nas Olímpiadas, a Transolímpica já causava transtorno aos moradores. Mas após aberta ao uso, os moradores ficaram muito preocupados com os espaços sem acabamento da obra.

Com isso, montamos esse dossiê detalhado, com todos os espaços que o Consórcio TransRio deixou largados, sem nenhum tipo de cuidado. A previsão para retorno ao bairro, para conclusão efetiva da obra, seria nesse mês de outubro. Mas como, até o momento, nenhuma movimentação da empresa no bairro. Então, resolvemos publicar as fotos que enviamos ao consórcio em 20 de agosto passado, quando se comprometeram a concluir a obra.

Todas as fotos foram enviadas para a Secretaria Municipal de Obras, que foi questionada sobre os procedimentos e o que será feito com o terreno que o Consórcio usa na rua Teodoro Sampaio. Eis a resposta deles:

"A Secretaria Municipal de Obras vai vistoriar o local e já adianta que os ajustes identificados como necessários serão executados, sem custo extra ao município, na garantia da obra. O órgão esclarece, também, que o canteiro utilizado pelo Consórcio retornará à população como uma praça".

Rua Carlos Pontes, próximo a Praça de Pedágio. Os gradis foram colocados diretamente no asfalto, que está quebrando sem acabamento e calçamento.

Área remanescente da obra, no fim da Rua Guilherme Fernandes, em frente ao condomínio Sulacap 1. Terreno deveria ser cercado até liberação da documentação para iniciativa popular.

Final da Rua Carlos Pontes, próximo ao estacionamento auxiliar da concessionária ViaRio. Muro feito, mas não fizeram calçamento em mais de 500 metros da via.

Valão criado pela obra, para coleta de águas pluviais da via, está com sobras de obra dentro. Terreno que cerca o valão, não recebeu nenhum tipo de acabamento, como grama, para evitar que o barro caia dentro do valão em dias de chuva. Falta acabamento do lado interno do alambrado, que ainda tem restos de cimento endurecido.

Final da Rua Maria Grahan sem o muro que o consórcio retirou. A rua termina no valão e não existe nenhuma sinalização no local.

Rua Carlos Pontes e o destaque na falta de acabamento da obra, com as grades sendo colocadas aleatoriamente no asfalto quebrado.

Valão no fim da Rua Guilherme Fernandes, beirando a Transolímpica, com placas de cimento soltando e valão assoreado por restos da obra.

Final da Rua Carlos Pontes, paralela a Transolímpica, com alambrado instalado na areia, com restos de cimento endurecido. Calçamento inexistente e sem paralelepípedos.

Final da Rua Maria Grahan sem o muro de contenção, valão assoreado por restos da obra e falta de acabamento/urbanização no entorno do valão.

Alambrados paralelos a Rua Carlos Pontes. Faltou completar a instalação deles e o terreno no entorno do valão, sem nenhum tipo de acabamento/urbanização.

Rua Carlos Pontes, na parte final, com alambrados instalados na terra e sem nenhum calçamento.

Final da Rua Maria Grahan. Área a direita foi desapropriada e não cercada. Calçamento abandonado e em estado ruim.

Área remanescente da obra, sem o portão para isolamento do terreno.


165 visualizações
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil